Reciclotech convoca parceiros para criação de polos em cinco macrorregiões


A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF (Secti) e a Fundação de Apoio à Pesquisa do DF (FAPDF) anunciaram hoje (17), através do Diário Oficial do Distrito Federal, um edital de chamamento público para a “Nova Reciclotech”. O objetivo desse chamamento é convidar Organizações da Sociedade Civil a participar da continuação do desenvolvimento e aprimoramento do sistema de logística reversa e economia circular de equipamentos eletrônicos no Distrito Federal, com a criação de um Polo de Economia Circular (PEC) em cinco macrorregiões, no âmbito do programa Reciclotech.


As cinco macrorregiões que serão atendidas incluem:


Macrorregião Região Centro-Sul: Abrangendo áreas como Candangolândia, Cidade Estrutural, Guará, Park Way, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I e II, Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (SCIA).

Macrorregião Região Sul e Sudoeste: Englobando regiões como Gama, Santa Maria, Águas Claras, Recanto das Emas, Samambaia, Taguatinga e Vicente Pires.

Macrorregião Região Central: Incluindo áreas como Asa Sul, Asa Norte, Cruzeiro, Varjão, Vila Planalto.

Macrorregião Região Oeste: Compreendendo regiões como Brazlândia e Ceilândia.

Macrorregião Região Leste e Norte: Abrangendo áreas como Paranoá, Itapoã, São Sebastião, Jardim Botânico, Planaltina, Sobradinho, Sobradinho II, Fercal, Lago Norte, Arapoanga e Noroeste.


O Reciclotech é um projeto inovador implantado no Distrito Federal, destacando-se como o pioneiro no desenvolvimento de um sistema de logística reversa estadual com economia circular no Brasil. Esse programa se baseia em pilares fundamentais, incluindo a capacitação profissional de jovens e adultos em cursos relacionados à tecnologia da informação, recondicionamento de resíduos eletrônicos, reciclagem de resíduos sólidos e descarte adequado de rejeitos.


Durante as primeiras fases do programa, já foram doados mais de 1.500 computadores para escolas, hospitais e entidades sem fins lucrativos promovendo a inclusão digital, formando mais de 1.200 alunos, recolhendo mais de 500 toneladas de lixo eletrônico e instalando mais de 100 pontos de entrega voluntária em várias regiões administrativas do Distrito Federal.


A meta é expandir o número de pontos de entrega voluntária em todo o DF para otimizar ainda mais o sistema de logística reversa. Com esse novo modelo, o objetivo é implementar uma política pública de economia circular que, coordenada pela SECTI-DF, se integrará a outras ações governamentais. Para saber mais sobre o edital, clique aqui.

Eduardo Magregor

Jornalista, escritor e desenvolvedor de leis, domina a blogosfera sociocultural com o compromisso de destacar notícias e melhorias governamentais. Seu trabalho abrange matérias especiais, entrevistas e artigos de autoridades, enquanto promove a transparência e benefícios sociais.

Postagem Anterior Próxima Postagem
Canaã Telecom

نموذج الاتصال